Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015
Quem vive de poesia, cada segundo vivido é um novo verso Quem vive de poesia, cada sorriso é história Cada perfume recorda aquela tarde guardada na memória Que a poesia não deixa esquecer. Quem vive de poesia, olha a vida diferente Quem vive de poesia, faz rima de toda gente A poesia é linda, a poesia é morte Pra fazer poesia, o poeta depende da sorte. Sorte da vida tumultuada, avacalhada Insanamente louca Fortemente saturada Sorte de sentir dor, sentir frio, calor Sorte de sentir atração, fúria, adoração Por um ser, sendo um conjunto de não ser Quem vive de poesia, eu não sei se está vivo ou morto Se sobreviveu, ou enlouqueceu De tudo que sei, só se sabe que não sou eu...