Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Sem piedade, conservando a vida do próximo.

Vivo na ditadura de ser quem sou expondo opiniões
Indo na contra mão, estendendo a corda quando preciso. A favor da discussão.. É sério, não sou conservadora! Mas nunca fui das que apoiam a liberdade de expressão. E seria paradoxal dizer que sou Mas afinal, tudo tem seu lado positivo E meu olho e coração são enormes Talvez isso explique minha arrimitima!  Brasil, criança brincando de ser independente Babacas, ops, alguns, e mais outros Fingindo ser moderno. Não há como viver no século XXI  com atitudes medievais. Eu evolui! Evoluímos!
Mãe, diga que isso aconteceu! Mostre-nos! Eu quero meu útero livre!  Eu quero meu país NA LINHA. Eu desejo, meu pai, eu desejo tanto Meu país sem injustiça
Punindo quem merece
O Estado não é Deus no juízo final.
"Na noite fria começo a pensar em quem eu sou Por que existo, pra que sirvo e onde vou Ninguém ao meu redor, vivia a me enganar Andava sempre sem nunca chegar
E o meu coração chorava Minh'alma clamava por alguém Que me pudesse fazer viver
E no dia a dia a rotina pegava-me em suas mãos Sonhos e lágrimas preenchiam o meu coração Ninguém pra me escutar, vivia só pra sonhar ..."
Rosa de Saron
Então eu criei um personagem pra cada eu
Um momento, uma história, aquela prosa...
As vezes dramática, as vezes durona
Perdi a identidade de mim mesmo.
Fui quem eu tanto admirava
SOU quem eu amo.
As vezes dói
Mas preciso nomear cada personagem de minha vida.
Seja Kiara, seja Gonçalves.
Serei eu, sempre eu
Perdida em mim mesma.
"E desde então eu me toquei Que sem amor, sem ilusão A minha vida é em vão Isso é morrer.
Eu sei que parte do que eu passei Foi culpa minha porque eu deixei Que outro alguém me dominasse assim Sei que preciso cuidar mais de mim."
Paula Fernandes.
Fora tão desejada, mas repudiava a fonte.
Começou a sentir nojo, começou a sentir angústia. Incomodo.
Pensou em mudar a área, pensou em mudar de sexo
Nada adiantou.
Então o amor que a mantinha exauriu-se
Parecia que tudo estava contra ela
Mas a verdade é que faltava amor próprio
Um  pouco de força e sanidade.
Algum motivo pra viver.
O sorriso tentou lhe mostrar saídas
Que não a levasse para a casa permanente.
Uma caixa, o pó
Mas foi difícil
Está sendo difícil
O orgulho que preservou, não a manteve em pé
O desejo vinha todas as tardes e noites perturba-la
O falso amor ligava insistentemente ao celular
Único lugar que fingia bem
Mas foi difícil
Está sendo difícil.
Ainda mais quando não se pode renunciar
Ainda quando o dia demora a escurecer
Nem a péssima memória lhe deixa esquecer
dos males feitos, da futura estrada de barro
Da vida solitária que tinha que enfrentar.

Poderia, mas não foi.

Imagem
"Um velho amigo me disse que você encontrou alguém novo.
Oh, você finalmente está seguindo em frente.
Você acha que eu já teria te superado depois de tantos anos.
É, mas o tempo provou o contrário.
Porque eu continuo persistindo.

O que poderia ter sido o amor.
Deveria ter sido a única coisa que estava destinada a permanecer.
Não sabia, não conseguia ver o que estava bem na minha frente.
E agora que estou sozinho, tudo que tenho é o vazio de estar livre
O que poderia ter sido amor nunca vai ser.

Seguimos caminhos separados.
Diga adeus para outro dia.
Eu ainda imagino onde você está.
Você está muito longe para voltar?
Você estava deslizando pelas minhas mãos e eu não entendi..."

Imagem
Eu não acredito em coincidência
Ta chegando minha hora.
É um sinal, eu sei
Mãe, perdão pelas vezes que faltei a senhora com respeito.
Pai, você foi meu exemplo... E te agradeço por tua paciência.
Tive bons amigos
E sei que devo guardá-los em mim pra sempre.
Chama alguma poderá apagar o fogo do nosso amor.
Levarei em mim, carregarei aonde for.
Peço que console
Não apenas chore.
Minha mãe precisa de vocês.
E meu pai...
Sofrer em silêncio é ruim.
Aquele carro toda hora
Mamãe sempre me dizia que sonhar aquilo era coisa ruim!
Estou com medo, estou com muito medo!
Não posso estudar amanhã
Senhor, me ajude!
Liberte de mim essas pessoas que me seguem!
Foi aviso atrás de aviso em um só dia
E eu não suporto mais tanto mistério.
Aos que amei, perdão, pois eu sei que machuquei
Perdão, fui poeta dramatúrgica demais.
Ta chegando, mais perto... cada vez mais perto.
Fiquem bem.
Imagem
Eu posso sumir totalmente de ti, mas a minha essência ainda ficará. Gastei nos melhores perfumes pra você Me dediquei para ser o melhor que pudesse ser E isso, nada poderá mudar.
"Seu olhar fez minha preguiça despertar,  meu esqueleto se mexer,  o pó levantar,  e o meu sorriso surgir. "

Lados

Eu não vou deixar, meu bem
Tempo algum te apagar..
Por que você foi a melhor parte de mim
e também a pior.
Mas foi onde meu coração encontrou a paz.
Mesmo te vendo de longe
Ou mesmo fugindo de mim
Sendo feliz em outra cama qualquer
Com um sorriso que nunca vi
Te guardarei em mim.
Pois de tudo, em você dei também, o pior e melhor que pudera ser
E assim, serás o capitulo mais INCRÍVEL do meu inferno astral.

Love case

Eu te encontrei hoje, meu amor
Mas não era você.
Voei o mais perto que pude
Mas você foi mais rápido.
Então me diga o que te prende a mim
Por que vem me visitar?
Já não há amor, e você destruiu o passado
Seja bem vindo
e até nunca mais.
Te ver frente a frente
Celebrando de pé a minha derrota na luta do amor.
Eu queria tanto te abraçar
Mas tudo tornou-se cinzas.
Sorrir, onde minha vontade era chorar
Fingir, enquanto sonhava com teu beijo
Saudade de nossas histórias.
Ilusão é pensar na felicidade sem lembrar do teu rosto
Amor, saudades.
"Não compreendo a vida sem a literatura
Sem a prosa, o poema
A rima, a própria vida.
É como respirar sem ar
Não se encontrar em frente ao espelho
Viver sem amar."
Imagem
Imagem
"Eu tento não dar ouvido às vozes
Parecem nunca me deixar em paz
Mais uma vez tento não ouvir alguém, dizer
O que eu já sei Eu uso sonhos pra te encontrar
E os pesadelos pra te assombrar
Sei que não é o certo e mesmo assim
não vou, deixar você
passar a noite sem mim Vou estar presente aonde for
Mesmo não me vendo sei que vai sentir
Não vou ocupar o espaço que deixou
Se o vazio já tomou o seu lugar..."
Parei pra refletir como tudo tem passado tão depressa
E como tem machucado tão insanamente
Como toda esperança se foi assim tão breve?
Como meus amigos me abandonaram assim tão facilmente?
Como pude me afastar tanto do Pai?
Aqueles remédios
Malditos remédios que amo tanto
Estão me afundando mais rápido
O melhor vicio que já pude ter
Até quando está em falta, age.
Perdi minha sanidade
Senhor, como eu permiti?
Não tenho hora pra sorrir ou pra chorar...
Perdi os motivos pra viver
Os motivos pra sonhar.
E venho perdendo o tempo
Com quem não me ajuda
Coisas que não me levarão á nada
Tipo um encontro ás escondidas
Que ganhei em troca, um sorriso de ódio
E pessoas se perdendo na fumaça.
Eu só queria uma pessoa por perto,
Mas ela me odeia
Não tem outra explicação
Ela partiu
E desde então
Conto os dias da saudade em meu coração.
Vai ser diferente
Ano que vem não será o mesmo
Mas não posso aceitar perde-lo
E morrer sem ele
Não posso.
Talvez eu me encontre tão perdida que eu não saiba mais escrever
Penso mil coisas e 999 é ele
Talvez uma parte eu consiga colocar no papel
Manchado por lágrimas.
Tão estranho vê-lo assim
Tão alegre, como ele nunca foi comigo
E na verdade, tem sido assim o tempo todo
Sempre fui breve na vida dos que amei
Tão veloz, que mal reconheceram o amor
Tão perdida, embriagada de dor
Tão sozinha, e ninguém reparou.
"Pra quem fugiu até que eu ando bem
Eu só esqueço, às vezes, onde guardei o olhar
E amarro as memórias em um abraço dado num cobertor
Não há nada errado aqui
Só o frio e eu."

Rosa de Saron
Eu ainda não posso renunciar
Seja aqui ou alá
Não posso te largar.
Eu não consigo.
Procuro um lugar pra te guardar em bom estado.
Para ser o mais lindo de mim
O mais puro, o mais obscuro
Sou mais você que eu
E isso me impede de seguir
Mas eu posso, eu sei que posso
Viver sem ti.
Quem sabe, eu sorria um dia.
Quem sabe, você não será o motivo.
Quem sabe, eu deixarei de te desejar em mim.
"Mas eu sei, que mesmo que haja motivos pra sorrir dos os dias, a noite, seu olhos choram por nós."
"Talvez o que eu precise seja somente um pouco de amor próprio e uma péssima memória."
Você embaça o passado, e brinda o presente. Você é o poema que não amarela. 
- Autor desconhecido
Teus olhos são frios como as espadas, e claros como os trágicos punhais. Tem brilhos cortantes de metais e fulgores de laminas geladas. Vejo neles imagens retratadas, de abandonos cruéis e desleais. Fantásticos desejos irreais, e todo o ouro e o sol, das madrugadas. — Soneto de Florbela Espanca, Adaptação de Helton Moura.
Eu não quero lembrar de que antes eu podia sorrir
Não quero lembrar que eu amava todas aquelas poses
Não quero lembrar que fui seduzida por você.
Eu não quero lembrar que eu omiti meus desejos
Não quero lembrar que perdi TODO meu tempo contigo
Não quero lembrar que eu que fiz ter esse final
Não, eu não quero lembrar.
Não quero lembrar que eu te perdi
Não quero lembrar que eu que escolhi
Eu não quero lembrar que é o fim.
E alguém que eu sinto nojo, está ocupando o teu lugar.
Alguém, ninguém, outrem.
Não você.
Não, eu não quero lembrar,
E assim foi.
Foram meus poemas por água abaixo
A minha esperança acabada
Meu ser flutuando por aí
Sem chão, sem forças
E assim aconteceu
Não tem mais você e eu
Não tem somente eu...
Eu morri para a vida que me mantinha viva
E outra é faixada
Sobrevivo pela felicidade dos outros.
Acabou, eu entendi.
Mas pra mim, você sempre será meu herói
Apesar de ter faltado as últimas chamadas
Apesar de não ser presente
Apesar de ser uma obrigação
Você sempre será
Pra mim
meu.
Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência e a lágrima que não chorou. Tem o imaterial peso de uma solidão.

— Clarice Lispector.