Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013
Grades, cadeias, prisão, masmorras...
É tudo que encontro em relação á você.
Por quê tanta distancia após tanta vida em pouco tempo?
Amizade... bah!
Nome bonito para atitudes miseráveis
Não sei como és capaz
Mas enfim, que seja!
Que seja feliz, infeliz...
Agora tanto faz.
Que morra, que viva...
Que suma!
Esse era seu ideal
Uma conquista miserável.
Quem saiba assim eu possa te esquecer.
Doce ilusão, futuro amargo.
Odeio-te. Recordo-te. Sempre.
Pra sempre
Seu andar apressado levou minha sanidade mental
Meu dia acabou, perdeu o rumo
Quanta falta faz ver você sorrir
Quanta falta faz ter você perto de mim
Agora é tudo motivo de brigas
E parece que ninguém quer cooperar
Você disse que voltaria, mas meu orgulho não sabe se te deixará entrar novamente
O por quê eu não sei...
Perto ou longe, você me faz mal
Perto ou longe, você me faz bem
Como entender?
És parte da minha vida
Assim como o a blusa que usei aos 14 anos
Falso, como a vida que levo agora
Fraco, assim como está meu coração
Quando vi seu andar apressado
Quando vi você...
Quando você me negou.
Fingiu que não viu e fugiu
Rumo á uma vida sem mim
Rumo ao cemitério de nossas lembranças
Cremar tudo que foi lindo, e as poucas coisas boas que tivemos.
Triste dia, triste vida. Dura realidade.
Preciso de uma alma
Que saiba amar.
Liberdade
Eu tento, mas não posso
Deixar de injetar o veneno.
O escuro me assombra durante o dia
E a noite é clara
Própria para criar monstros em minha vida
Onde afastam as pessoas boas de mim.
Droga, é impossível deixar minhas raízes
E a culpa é toda minha
Somente minha.
Para tentar me libertar de quem eu quiser
Do que eu quero, do que eu preciso
É preciso renascer.
Voltarei a pó para voltar a viver.
... Só se for agora.
Eu que sempre quis o certo
Agora isso é careta
E minha realidade é loucura
Eu que sempre criticava o incerto
Agora ele é meu parceiro
Vamos atravessando a ponte cantando
Correr, gritar, ficar pulando
Até o entardecer.
Escurece, e então vou embora
Para onde a vida levar meu amor
Se é que posso chamar assim
Minha doce e livre baderna
Com você, eu enfrento o mundo
A favor da minha felicidade
Desejando mais os seus sorrisos
E a paz, mesmo que tenha um tempo curto.
É o que eu preciso.
O que eu quero.
E não importa se isso vá doer depois
O agora é mais intenso
E esse sim, ficará na memória.
Em minha pele, e na alma suja de uma adolescente louca.
“Eu também sei iludir, sei colecionar corações. Eu sei fazer com que as lágrimas caiam. Eu sei enganar, sei brincar de ilusão. Só que interpretar esse papel, não vale a pena.”  

Querido John
É que ela não nasceu pra ser uma pessoa comum
Ela tem tempo determinado. E curto.
Amar
Amar, e amar intensamente
Amar até quando não puder mais.
Tudo errado é tão certo
O certo é tão vazio, e fraco
Talvez seja por isso que ela está morrendo rapidamente
Amando e se sacrificando
Errando e se justificando
Céu ou inferno?
Piedade... Ela era uma menina infeliz
Que só sabia amar. E amar errado!
Amar como os humanos não costumam fazer
Ser intensa como ninguém mais consegue ser
Cativar, seduzir, até ninguém mais resistir.
Psiquê, até você perdeu.

Lembranças agora não me fazem mal
É uma felicidade tão grande
Que mal posso guardar dentro de mim.
Será?
Talvez. Não necessito de muitas respostas mais!
Quem sabe um dia eu terei ele no meu colo
Quem sabe, ele diga que iremos partir pela manhã, sem hora de voltar
Quem sabe sejamos apenas amigos!
Daqueles verdadeiros, que o amor é o puro e amargo ódio
Que tudo é brincadeira, sorrisos..
Sorrisos..
Obrigada por todos eles.
Mas eu não preciso de tantas respostas
Deixe-me viver!
Com ele, com outros, comigo..
Apenas sorrindo.

my perfect

Tantas vezes eu tentei mudar, tantas vezes
Tantas vezes eu feri pessoas com meus desejos,
Tantas vezes eu fugi antes do final feliz
Tantas vezes...
Quantas vezes eu parti um coração
Quantas vezes eu disse não...
Inúmeras vezes.
Não peço perdão, pois essa sou eu
Ao me conhecer, vivenciou o inferno
Subiu ao céu diversas vezes, mas é impossível permanecer
Pois é tudo tão incontrolável
Desejos, amor, beijos, abraços
Quantas vezes eu fingi ser sua
Quantas vezes eu menti na sua frente já nua
Quantas vezes, inúmeras vezes
Tanto faz.
Perdida de amor
Perdida no amor
Perdida em si mesmo.
Ela realmente não sabia o que fazer. E seu futuro tornara-se ainda mais um mistério. Mistério sem plantação. Sem colheita. Propensa a ter doenças Melancólica e abatida Ela sorri 24 horas por dia Enquanto for preciso Enquanto tiver pessoas por perto.

smimimile.

Quando as estrelas se apagarem, sorria
E logo o sol tomará conta
E eu saberei que quando a tristeza bater a minha porta
Eu abrirei a janela, verei você, e meu corpo ficará aquecido
com sua ternura, seu amor, seu carinho
Eu saberei que estou viva!
Felicidade, há quanto tempo não te vejo
Sorrir pela manhã, tarde, noite.. Acordar em estado de êxtase!  Vivendo após tantas buscas Senhor, desejo realizado. Fazia tempo... Passarinho voou, e pousou  no meio do caminho Fazendo meu dia brilhar mais que as estrelas. Saudades, medos, tristezas                 Bye. Todos fugiram com seu sorriso  Amo-te por me fazer  angustiada, ansiosa  Mas acima de tudo, feliz!
Aqui escrevo, pensando em como ficarei viva quando meu corpo não mais aguentar
Com as mãos tremendo, em algum lugar perdido no meu universo cerebral.
Bailando até o fim, em busca de algum lugar em que eu possa pensar.
E algum dia, quando eu voltar ao meu estado natural, e me encontrar nua
em frente a sociedade civilizada. E aos curioso,
que insistem em ver a desgraça
Eu serei sã. Saudável. Descente. Bonita. Admirável.
Sonhadora, cheia de calos nos pés, e um sorriso estrondante.
Vida, é o que eu te peço:
Deixe-me viver. Plenamente, e feliz!

Inveja escultural

Será preciso alguém entregar a própria alma, ao bem e ao mal, para ensinar.
Lições que serão cravadas na carne, onde a marca ficará pra sempre
E seu legado também será eterno.
Ídolos jamais morrem. O pó vira oxigênio para respirarmos aonde formos.
É preciso radicalizar, pisar na calçada da fama.
Pé esquerdo ou direito, não importa.
Você irá virar escultura exposta e muda.
Nu á todos os olhos. Permanente na história.
E sempre estará em minha geração.
E irão te amar por isso.
Por isso QUEM? Por isso O QUE?
Quem é você, e quanto pagou para ter seguro de vida?
Quem sou eu, que nunca terei a história lida...