Vício, bebida e amor.

Sou viciada em um tipo de bebida da qual me deixa louca, me tira a razão de todo o coração, me poe pra fora, me expõe e depois cai fora. Consumo amor todos os dias e me deixo levar pela simples e boa sensação que ele me traz. Me embrigado do amor. Do meu amor, do teu amor, do nosso amor, mas depois não quero voltar a realidade, pois ela é diferente do querer, do fazer e do poder. Vou voltar a encher o copo toda vez que a loucura acabar para assim poder sempre te amar, porque meu vicio você é e sempre será. Só que agora preciso dormir, preciso sonhar. Viver em outra realidade antes de despertar e encarar a luta novamente pra poder encher o copo de novo e voltar a amar. Só não beba no meu copo. Loucura pega. E eu não sou das que tem pena na hora de pegar o que é meu de volta, apesar de não ser boa nisso, eu sou egoísta. Meu, somente meu. Meu amor, minha dor, meu vício.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog